domingo, 20 de novembro de 2011

Cash'n Guns Live - dia 27, na Biblioteca Monteiro Lobato

Esta é a versão live do premiado jogo Cash 'n Guns! Neste hilariante jogo, até 20 jogadores tentarão dividir o dinheiro da rodada usando cartas de diversos tipos de armas!

O jogo será realizado em parceria com a FUNBOX Ludolocadora, na área externa da Biblioteca Municipal Monteiro Lobato.

Inscrições pelo e-mail boivoador.larp@gmail.com


CASH'n GUNS LIVE
dia 27 de novembro
das 11h às 13h30

Biblioteca Municipal Monteiro Lobato
Rua General Jardim, 485 - Vila Buarque
próximo a estação Santa Cecília do Metrô

View Larger Map

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Diário de Bordo - "Tango para Dois"

O Larp “Tango para Dois” foi o primeiro realizado pelo Grupo Boi Voador.
Com o interesse de experimentar um game que não tivesse sido criado por nós, saímos a busca de um Larp criado e desenvolvido no exterior.

Pesquisa.

Uma das primeiras partes da pesquisa foi uma investigação de produções estrangeiras. Encontramos muitas propostas de estilos diferentes e, entre eles, encontramos os Chamber Games. Esses são jogos, relativamente curtos e que por essa característica se encaixam na nossa possibilidade de tempo (ler Chamber Games postado por Cauê Martins).
Dentro desses jogos identificamos alguns que seriam interessantes de ser aplicados. A escolha foi determinada principalmente a partir de elementos que fugiam de modelos que normalmente pensamos em algum momento do nosso trabalho. As características desse Larp que mais nos influenciou foram os fatos dos personagens serem formados por dois jogadores, e de como os elementos de iluminação e a sonoplastia eram utilizados para a influência na própria jogabilidade.
A partir desses critérios, escolhemos então o “Tango para Dois”.


O material estava disponível em PDF no site do "Chamber Games", e o próximo passo foi a tradução e o pedido de autorização dos criadores para realizá-lo aqui no Brasil.
Com tradução e autorização em mãos modificamos o original, no qual o jogo se passava em uma reunião empresarial, para um cenário de um ambiente teatral no qual era realizada uma reunião entre um grupo de teatro e uma empresa cinematográfica , por acreditar que seria algo mais próximo para os jogadores, para que tivessem mais domínio do tema.

Preparativos.
Depois do texto e todos os personagens idealizados fomos à busca de figurinos para compor o Id e o Ego. A idéia era que fossem parecidos, mas ao mesmo tempo com um toque que os diferenciasse que seria a maquiagem com os “olhos de Guaxinim”, o que caracteriza o game.


Fomos até um brechó no Brás, e lá encontramos muitas peças que estávamos a procura. Paletós de ternos, camisas, e outras peças de roupas que poderiam nos ajudar. Logo em seguida corremos para a 25 de março para compra de acessórios como chapéis, óculos, bijuterias, lenços e cachecóis. Com este material as pessoas poderiam montar seus personagens numa boa.
O próximo preparo foi a mesa de Petit four, este foi bem gostoso de fazer, no real sentido da palavra. Compramos mil delicias de bolachinhas e sucos para servir como parte do nosso cenário que era uma festa que ocorria no teatro da Companhia Egofagica.

Evento: 13 de agosto de 2011 - 15h ás 20h
Com a chegada do pessoal, mesa posta e figurinos preparados começamos o Tango.
De inicio foi realizado uma dinâmica com o objetivo de os jogadores perderem um pouco da vergonha e disponibilizarem o corpo para ser o personagem. Como esperávamos que os jogadores fossem pessoas que não estão habituadas com esse tipo de atividade também utilizamos essa dinâmica inicial para que eles já começassem a entender como funciona o jogo. No final desse processo as duplas já estavam determinadas.
Com as duplas separadas começamos o jogo. Ocorreram muitas coisas bacanas no improviso dos personagens, particularmente achei muito bacana a minha participação no jogo. Uma das coisas que nós queríamos com as experiências destes Larps no Boi Voador era a de poder participar do games, e neste eu e o Luiz pudemos participar, mesmo que um pouquinho, mas foi super legal.
Fui o Id de um repórter que detestava fazer o trabalho que estava realizando, que era o de entrevistar as estrelas, diretores e produtores do evento. Foi muito bacana ser o pensamento dele, que com a minha improvisação, muitas vezes era contrário ao que estava fazendo no momento e muitas vezes tão forte que acabava influenciando as atitudes do jogador do Ego que era o Luiz. Adorei a experiência.


Após o jogo foi possível que fizéssemos uma reflexão sobre como tudo ocorreu. E de forma geral houve um grande aproveitamento para a nossa pesquisa. Mas isso é assunto para uma outra postagem.

Mais fotografias do evento clique aqui.

por Erika Bundzius
com a contribuição de Cauê Martins.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...