quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Último dia em Antares no CCJ - 22/10



No próximo sábado, 22 de outubro, o Boi Voador realiza Último dia em Antares, de Luiz Prado. O larp apresenta uma família de refugiados que vive seus últimos momentos num planeta desolado, orbitando ao redor da estrela Antares.

O trabalho é a mais recente investigação do autor sobre o corpo no larp, tema que aparece em obras como Uma tarde no museu e monstros - realizado pelo Boi Voador em 2015. Em Último dia em Antares, os participantes representam seus personagens e se relacionam através do gesto, do toque e do olhar, sem o uso da voz.

Último dia em Antares
 traz referências das óperas espaciais, do encenador polonês Tadeusz Kantor, do coreógrafo e bailarino japonês Kazuo Ohno e do quadrinhista francês Moebius.

O larp foi construído ao longo da Residência Leste do Espaço de Tecnologias e Artes do Sesc Itaquera. Durante todo o mês de setembro, Prado trabalhou no larp e levou os avanços da pesquisa e da produção para o Sesc, dialogando com o público, propondo exercícios e experimentações e assimilando sugestões para o trabalho. O resultado foi vivenciado em 25 de setembro.

Agora, Último dia em Antares recebe nova encarnação pelo Boi Voador. Trabalhando com a ideia de "mesmo texto, montagem diferente" Luiz Falcão se junta a Prado na busca por novas soluções criativas e novas propostas aos participantes.

Último dia em Antares acontece às 21h do sábado, 22 de outubro. A participação é gratuita e as vagas são limitadasPara se inscrever, envie e-mail para boivoadorlarp@gmail.com

O Centro Cultural da Juventude fica na Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641 - Vila Nova Cachoerinha, São Paulo - SP.

QUE É LARP?
Larp é uma arte colaborativa na qual os participantes representam personagens, buscando agir, falar, pensar e sentir como se fossem eles. Num larp, a ação acontece de improviso, a partir das intuições e das interações entre os participantes, dentro de um ambiente imersivo. Uma arte para ser vivida no próprio corpo.



Último dia em Antares

QUANDO: 22/10 das 21 às 24h (chegar com 30 minutos de antecedência)
ONDE: Centro Cultural da Juventude - Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 - Vila Nova Cachoerinha, São Paulo - SP
QUANTO: gratuito
INSCRIÇÕES: boivoadorlarp@gmail.com

domingo, 1 de maio de 2016

Letícia Freire


O que você pode contar sobre Letícia Freire?

Militante, feminista, atriz, presidenta, santa, empresária, ruralista, cantora, puta, cientista, mártir, amante, heroína, assassina, libertadora, carrasca? Amada, humilhada, aclamada, esquecida, rejeitada, redimida, coroada? Furiosa, alegre, depressiva, contagiante, irreverente, dramática, solitária, vingativa, corajosa?

Letícia Freire é um jogo de Luiz Prado, no qual os participantes criam um documentário sobre uma mulher chamada... Letícia Freire!

Alternando os papéis de documentarista e entrevistado, os jogadores constroem juntos a identidade e a história de Letícia Freire, ao mesmo tempo em que descobrem seus próprios personagens. O resultado é tanto um jogo de representação quanto uma ficção audiovisual.

Concebido para ser vivenciado ao longo de vários dias, o larp explora a criação improvisada de personagens e relações - traço constante na pesquisa do autor - e investiga as possibilidades no cruzamento das linguagens do larp e do audiovisual.

O jogo necessita apenas de algum equipamento que grave vídeo (celular, tablet, câmeras digitais) e pode ser realizado por qualquer pessoa, sem a presença de um mediador. Recomendado tanto para iniciantes na linguagem quanto jogadores experientes. Para 5-6 participantes.

Letícia Freire estreou em 1 de maio, abrindo o Ciclo de iniciação ao larp do Sesc Itaquera. Nessa data, os participantes receberam uma versão impressa do roteiro de aplicação do larp, elaborada pelo Boi Voador e disponibilizada gratuitamente em formato digital aqui no site.



DOWNLOAD:

Letícia Freire

Letícia Freire - páginas duplas

Letícia Freire - versão para impressão em livreto (A4, dois manuais) 

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Larp monstros no CCJ - 31 de outubro

No final do ano passado o larp monstros, de Luiz Prado, foi realizado pelo Boi Voador no Centro Cultural da Juventude.

Ele integrou a programação da madrugada do Encontro de RPG do CCJ, a convite da Confraria das Ideias.

Anteriormente realizado pelo NpLarp no Ciclo de iniciação ao larp do Sesc Ipiranga, monstros ganhou uma nova interpretação pelas mãos do grupo. Desta vez, oito jogadores representaram seus monstros interiores em um ambiente controlado, com parca iluminação e trajando apenas roupa íntima.


"Pude absorver todas as sensações e ter grandes reflexões sobre qual o mecanismo que impulsiona esse despertar de cada monstro interno" - Mariana Cajé


O Ciclo de iniciação ao larp, onde a primeira versão de monstros foi realizada pela primeira vez retorna em maio no Sesc Itaquera. Mais informações em breve.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...