Nossos Larps

O Jogo do Bicho

Brasil, 1971. A seleção é tri, a ditadura está pior do que nunca e Roberto Carlos continua fazendo muito sucesso. Além de perseguir terroristas, a polícia está a caça da Quadrilha do Bicho, chefiada pelo homem conhecido como Tarzan, que vem roubando bicheiros nas principais capitais do país.

De volta de um esquema malsucedido, um grupo de criminosos aguarda a chegada do patrão, enquanto procura explicações e culpados para as coisas terem dado errado, enfiados numa atmosfera inquietante, suburbana e farsesca.

Com duração de 2 horas, O Jogo do Bicho é precedido por preparação para o larp - onde são explicadas as regras e realizados alguns aquecimentos. O tempo total compreende também o debate ao final da experiência.

Neste larp, os jogadores têm controle da narrativa e da estrutura de jogo, através de mecânicas específicas, e os organizadores participam como jogadores comuns (sem "narradores").

- Primeira Aplicação (Belo Horizonte)
- Segunda Aplicação (São Paulo)
- Artigo sobre o jogo para a revista Analog Game Studies (em inglês)
- Todas as postagens sobre O Jogo do Bicho

Morte Branca

White Death / Hvid Død (Dinamarca), um larp de Nina Runa Essendrop e Simon Steen Hansen. 
Trata dos últimos momentos de um grupo de colonos nas montanhas nevosas. Um larp dramático e simbólico, trabalha a expressão corporal por meio de trilha sonora e restrições físicas - a principal delas: os jogadores não podem falar.

- Fotos

Ouça no Volume Máximo

Escrito por Luiz Prado e publicado pelo Boi Voador.
Ouça no Volume Máximo é um jogo de representação para 3-7 pessoas sobre separações, mágoas, arrependimentos, frustrações, culpas, vaidades e nostalgia.

A história de uma banda de grande sucesso que se reencontra 15 anos após sua dissolução teve diversas aplicações por todo o país, algumas delas organizadas pelo autor ou pelo Boi Voador, outras espontaneamente realizadas por pessoas que tiveram contato com o jogo pela internet, incluindo uma edição do jogo em Portugal.

- Sobre o Jogo + Download

A Clínica: Projeto Memento

A Clínica é um larp experimental no qual os participantes receberão roupas brancas e deixarão tudo o que é seu para trás. Quando o jogo começa eles se tornam outras pessoas, confinadas em uma sala-laboratório e sem nenhuma memória. Aos poucos, recordam-se de alguns detalhes de suas vidas e tem descobrir o que fazem ali e como sair.

Poemas de Representação / Role-Playing Poems

Formato de larp trazido da Noruega que comporta jogos curtos e experimentais, muito potente em termos dramáticos e para experimentação de mecânicas de jogo. Entre os Poems traduzidos, adaptados e realizados pelo grupo estão Boa Noite Queridinhas, Mistério Ama Companhia e Neve.

- Roleplaying poems segundo o criador do formato
- Boa Noite Queridinhas
- Mistério Ama Companhia
- Neve

Caleidoscópolis

Neste larp os participantes tem o objetivo de criar e tornar cada vez mais complexas as relações entre seus personagens, através dos 3 atos que dividem os momentos do jogo. O cenário desses acontecimentos são 4 locais da cidade de Caleidoscópolis, que é sempre diferente, se alterando de acordo com aqueles que a habitam.

Experimentação com as unidades de tempo e espaço, operando a quebra da mímese - maquetes para o espaço, divisão do tempo em atos não lineares. Poder narrativo totalmente nas mãos dos participantes.

- Para saber mais sobre o projeto
- Roteiro e criação
- Concepção e produção artística

Tango para Dois

Larp norueguês escrito por Even Tømte e Tor Kjetil Edland,em 2008.
Neste larp, cada personagem é representado por dois jogadores. Cenografia, iluminação e figurinos compõe o clima e as mecânicas de jogo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...